8 qualidades que te ajudarão em qualquer relacionamento

8 qualidades que te ajudarão em qualquer relacionamento

Não deixar o passado te definir e ser generoso são algumas das características que influenciam positivamente suas relações profissionais e pessoais

Artigos
10 de Maio
0
comentários

Grandes negócios são construídos a partir de grandes relacionamentos. Você já se perguntou como algumas pessoas parecem tão naturais e à vontade dentro de uma relação, enquanto outras realmente lutam para mantê-la intacta? Há uma diferença de temperamentos, como a introversão e a extroversão?

Para a psicóloga Sherrie Campbell, talvez sim. Em artigo publicado na Business Insider, ela defende que a abordagem dos relacionamentos é diferente entre introvertidos e extrovertidos, mas todos têm como base as mesmas crenças fundamentais (listadas abaixo). Esses pilares, segundo ela,  são necessários para qualquer pessoa que queira manter um bom relacionamento.

1. Não deixe o seu passado te definir

Todos têm um passado. Mas quando alguém não consegue aceitá-lo, superá-lo ou perdoá-lo, o passado pode causar um impacto negativo nas relações do presente. É preciso usar suas experiências para crescer e parar de repetir certos padrões improdutivos.

Somos responsáveis pelas nossas próprias vidas. É imperativo reconhecer e trabalhar para amadurecer os aspectos menos refinados de nossa personalidade, onde tendemos a compensar excessivamente pelas inseguranças desenvolvidas.

Use o seu passado para mudar seu futuro positivamente. Estabeleça a autoconsciência necessária para criar relacionamentos benéficos e, ao mesmo tempo, recíprocos.

2. Saiba quem você é

Para ter bons relacionamentos, é preciso ter profundidade emocional. Para encontrar essa profundidade, não se pode ter medo de mostrar suas imperfeições. Quando aceitamos isso, esperamos menos perfeição de nós mesmo e desistimos de exigir perfeição dos outros também.

Quando se é autêntico, não é preciso preciso se esforçar tanto para passar uma boa imagem aos olhos dos outros. Podemos nos apresentar como quem e o que somos, inclusive com defeitos. Quando uma de nossas falhas se torna um problema, precisamos reconhecê-la com propriedade, um pedido de desculpas e um plano para fazer com que isso não aconteça de novo. Quando sabemos quem somos, podemos nos autocorrigir, o que nos ajuda a construir confiança.

3. Seja independente

Uma pessoa autossuficiente é o melhor tipo de pessoa para se relacionar. Depender demais dos outros para se sentir valorizado faz com que você seja uma pessoa difícil de se conviver.

É responsabilidade de cada um se sentir bem o suficiente consigo mesmo. Não se pode entrar em relações e colocar a responsabilidade do seu sucesso ou da sua felicidade no colo de outra pessoa. É preciso entender que cada pessoa com a qual você se relaciona também é responsável pelo seu próprio sucesso e felicidade.

A fórmula para ter uma relação bem sucedida é: nós cuidamos de nós mesmos e esperamos que as outras pessoas, em troca, cuidem de si mesmas. Desta forma, cada indivíduo pode se oferecer como um ser completo, inteligente, educado e responsável.

4. Contribua mais, critique menos

Uma das razões mais comuns para pessoas terminarem relacionamentos é o sentimento de que alguém está tentando mudá-las. Relações não funcionam sob críticas constantes.

Quanto mais focarmos em inspirar, mais provável é que outras pessoas manifestem a mudança que desejamos para elas. Quanto mais colocamos as pessoas para baixo e ignoramos o que elas estão fazendo de certo, mais infelizes, improdutivas e rígidas elas se tornarão. Quando contribuímos positivamente ao invés de criticar, a motivação é diferente; damos informação às pessoas para ajudá-las, e não mudá-las para que sirvam a nós.

Quando pensamos assim, as mudanças que inspiramos nas outras pessoas são produtivas: todas as partes envolvidas querem as mudanças, incluindo a pessoa que está mudando.

5. Se mostre vulnerável

Uma das melhores formas de estabelecer relações positivas é sendo vulnerável. Quando as pessoas nos veem como perfeitos, acabamos por parecer menos acessíveis e mais intimidadores. Isso não é bom para a construção de um relacionamento.

Precisamos nos permitir ser vulneráveis. Deixar nossos defeitos transparecerem torna mais fácil a conexão com as outras pessoas. Quando mostramos nossas vulnerabilidades, os outros se sentem mais abertos a expressar seus próprios medos de serem recriminados. Por que nos abriríamos a alguém que não é aberto sobre si mesmo? É necessário que nós permitamos que os outros deem uma olhada na nossa humanidade. Esse tipo de postura ajuda a construir uma confiança que não pode ser alcançada nem mesmo com mil palavras.

6. Seja generoso

Construir e nutrir conexões profundas é a melhor maneira de fazer um negócio crescer. Nutrir significa doar. Devemos doar de bom grado, e não fazendo com que aquele ato pareça um enorme e indesejado sacrifício para quem o recebe. Podemos encarar essa doação de duas formas: sendo amargos e pensando que estamos sacrificando algo que não queremos compartilhar; ou fazendo isso generosamente e enxergando a atitude como algo positivo e necessário que beneficia todas as partes, incluindo nós mesmos.

Esta mudança em nossa mentalidade nos permite doar sem parecermos hostis e ressentidos. Quando fazemos assim, conseguimos apreciar a ajuda que oferecemos a uma pessoa para que ela se torne mais bem sucedida. Pessoas em bons relacionamentos são capazes de se elevar mutuamente.

7. Deixe algumas coisas para lá

O perdão é a marca de um relacionamento saudável. Não podemos ser bons com as pessoas se guardamos rancor. Não há nada de produtivo em punir continuamente uma pessoa fazendo-a se sentir culpada ou envergonhada por um erro do passado.

Se alguma coisa imperdoável aconteceu, apenas corte laços com aquele indivíduo e siga em frente. Se um relacionamento não pode se manter intacto após um erro, devemos ter em mente que as pessoas não podem trabalhar para o seu pleno desempenho se estamos de olho em cada pequena falha que eles cometem, ou cada coisinha que eles não estão fazendo corretamente.

Em poucas palavras: não podemos criar pelo em ovo em nossos relacionamentos. Precisamos deixar espaço para imperfeições e fraquezas e fazer o possível para ajudar as pessoas nessas áreas.

8. Seja descontraído

Relacionamentos muito sérios não são lá muito agradáveis. Claro, negócios são um assunto sério, mas para construir times bem sucedidos e desenvolver boas relações pessoais mesmo no trabalho, o ambiente deve ter um ar descontraído.

Transforme o trabalho em algo que você e os outros se animem em participar. Faça esforço para que reuniões, viagens de negócio e outros compromissos sejam tão interessantes e agradáveis quanto possível. O humor conecta as pessoas porque é espontâneo e impulsivo. É divertido compartilhar experiências e memórias positivas com seus colegas de trabalho, assim como é importante sorrir e ser amigável.

 

Fonte: Epoca Negocios

Enviar para um amigo